Tracoma

Note por favor que os links das fontes de referência são em Inglês

 

Definição

Após anos de infecções repetidas, o interior da pálpebra pode tornar-se de tal forma cicatrizado (cicatriz conjuntival tracomatosa) que vira para dentro e faz com que as pestanas rocem contra o globo ocular (triquíase tracomatosa), resultando em dor constante e intolerância à luz; esta e outras alterações do olho podem levar a cicatrizes da córnea.

Source : WHO 

 

Orgão

  

Sintomas

O tracoma afeta ambos os olhos. As conjuntivas (membranas que revestem a pálpebra e cobrem o branco do olho) ficam inflamadas, vermelhas, irritadas e os olhos lacrimejam excessivamente. As pálpebras ficam inchadas. Também há sensibilidade à luz forte.

Nas fases mais avançadas, os vasos sanguíneos crescem gradualmente na córnea (chamado neovascularização) e bloqueiam a visão. Em algumas pessoas, a pálpebra cicatriza de tal forma que os cílios se curvam para dentro (triquíase). Quando a pessoa pisca, os cílios roçam na córnea provocando infecção e às vezes lesões permanentes. Ocorre deficiência visual ou cegueira em cerca de 5% das pessoas com tracoma.

Fonte: MSD Manuals 

 

Frequência

É sabido ser um problema de saúde pública em 42 países e é responsável pela cegueira ou deficiência visual de cerca de 1,9 milhõess de pessoas. Pouco mais de 200 milhões de pessoas vivem em áreas endémicas de tracomas e estão em risco de cegueira por tracoma.

Em 2015, mais de 185 000 pessoas receberam tratamento cirúrgico para doença avançada e 56 milhões de pessoas foram tratadas para o tracoma com antibióticos.

Fonte : WHO 

Causas

O tracoma é a principal causa infecciosa da cegueira em todo o mundo. É causada por uma bactéria intracelular obrigatória chamada Chlamydia trachomatis. A infecção é transmitida através do contato com secreções do olho e nariz de pessoas infectadas, particularmente crianças pequenas que são o principal reservatório de infecção. Também é espalhado por moscas que estão em contato com os olhos e narizes de pessoas infectadas.

Em áreas onde o tracoma é endémico, o tracoma ativo (inflamatório) é comum entre crianças em idade pré-escolar, com taxas de prevalência que podem atingir 60-90%. A infecção torna-se menos frequente e de menor duração com o aumento da idade. A infecção é geralmente adquirida quando se vive em proximidade com outras pessoas com doença ativa, e a família é o principal contexto de transmissão. O sistema imunológico de um indivíduo pode eliminar um episódio de infecção, mas em comunidades endémicas, a re-infecção do organismo ocorre com frequência.

Fonte : WHO

 

Evolução

Se esta triquíase tracomatosa não for tratada cirurgicamente, ela provoca a surgimento de opacidades da córnea e cegueira irreversível.

Traduzido de WHO

 

Prevenção

A OMS adotou a estratégia SAFE em 1993. O seu objectivo é fornecer liderança técnica e coordenação aos esforços internacionais com o objetivo de eliminar o tracoma como um problema de saúde pública.

Em 1996, a OMS lançou a Aliança para a Eliminação Global do Tracoma até 2020 (GET2020). GET2020 é uma parceria que apoia a implementação da estratégia SAFE pelos Estados Membros e o fortalecimento da capacidade nacional através de pesquisas epidemiológicas, monitoração, vigilância, avaliação de projetos e mobilização de recursos.

Fonte : WHO

Mais informações sobre SAFE e GET2020 : WHO

 

Diagnóstico

O diagnóstico é feito clinicamente, de forma fácil.

 

Tratamento

Cirurgia para tratar o estadio de cegueira da doença (triquíase tracomatosa).

Antibióticos para eliminar a infecção, particularmente a administração de fármacos em larga escala do antibiótico azitromicina, que é doada pelo fabricante para os programas de eliminação, através da Iniciativa Internacional Tracomas.

Fonte : WHO

 

 

Procurar Pro Visu